Sua vida profissional, assim como o sucesso da sua empresa, tem um inimigo invisível. Esse inimigo abala o ambiente de trabalho, afeta gravemente a produtividade, e pode causar sérios danos de saúde aos colaboradores, levando, inclusive, à morte. Não é exagero, estamos falando do assédio moral no trabalho, uma das principais causas de processos trabalhistas no Brasil.

Uma pesquisa recente estima que metade dos brasileiros já sofreu assédio moral no trabalho. Porém, destas pessoas, somente 12,5% procuraram advogados especialistas em Direito do Trabalho e denunciaram seus agressores.

Um dos maiores desafios do mundo corporativo é formar equipes preparadas para lidar com a situação, por isso é crescente a busca por informações sobre o assunto através de cursos online, palestras, literatura, seminários e outros.

É um assunto que atinge e provoca profissionais de algumas áreas na busca de soluções e também da prevenção ao assédio moral. São afetadas áreas como o Direito do Trabalho, a Psicologia do Trabalho e a área de Recursos Humanos.

Claro que a dinâmica do mundo corporativo obriga aos que querem conhecer e se capacitar a buscar informações relevantes sobre os mais diversos temas e áreas. Felizmente, com o crescimento dos cursos EAD, é possível encontrar o Curso Online Assédio Moral no Trabalho, ou sobre gestão de pessoas, por exemplo.

Mas antes de falarmos sobre as informações para combater essa doença, precisamos entender um pouco mais sobre assédio moral.

Afinal, o que é assédio moral?

O assédio moral no trabalho acontece quando um funcionário é exposto a situações de pressão, constrangimento, humilhação ou extremo cansaço. Essas situações se repetem por bastante tempo, abalando psicologicamente o colaborador, que muitas vezes desiste do emprego em função destes constantes ataques e humilhações.

Quais são as situações que caracterizam o assédio moral?

São as situações que podem abalar emocionalmente e prejudicar profissionalmente os colaboradores das empresas, tanto individualmente, quanto coletivamente, seguem alguns exemplos:

“Chamar a atenção”

O feedback faz parte do cotidiano em qualquer ambiente de trabalho. No entanto, as boas práticas corporativas dizem que se o feedback for negativo, deve ser feito individualmente. Ao chamar a atenção de um funcionário em conjunto com outros colegas, ele se sentirá envergonhado, e consequentemente, desmotivado.

Estabelecer metas impossíveis

A competição pode ser saudável no ambiente corporativo, se utilizada de maneira correta para aumentar a produtividade. Estabelecer metas que não serão alcançadas causa estresse desnecessário e queda na qualidade de trabalho da equipe e, individualmente, dos funcionários. Há casos conhecidos de assédio moral no trabalho em que a liderança estabeleceu metas impossíveis, e como não foram atingidas pelos funcionários, estes foram humilhados em feedbacks negativos diante dos seus colegas.

Não fornecer informações para execução das tarefas.

O assediador pode omitir informações para o funcionário que tenha determinada tarefa. Quando ele realizá-la, receberá um feedback negativo, pois nem teria como realizá-la sem as informações necessárias. Esse tipo de assédio moral se repete várias vezes, com a intenção de que o funcionário acabe achando que não é qualificado para exercer a tarefa.

Isolamento do funcionário

Esta é uma das estratégias dos agressores. Afastar o funcionário colocando-o em funções isoladas, local de trabalho isolado, evitando a interação com os colegas e assim conseguindo que a equipe se afaste do funcionário. É uma situação incômoda e que pode deprimir o assediado, e ainda facilita que aconteçam novas ações de assédio moral, pois, uma vez isolado, o funcionário pode não expor o seu desconforto para os demais.

Pressão excessiva

Estabelecer prazos impossíveis também entra na lista do assédio. Fazer cronometragens absurdas, contagens regressivas para realização de tarefas, por exemplo: “você tem trinta segundos para achar o relatório, contando 30, 29, 28...” , esse tipo de atitude causa desconforto, pressão desnecessária e fatalmente deixa o funcionário constrangido. Essa é uma das estratégias dos assediadores que mais desestabiliza profissionalmente e emocionalmente os colaboradores.

Excesso de Trabalho

Recentemente acompanhamos a notícia da funcionária de uma grande agência de publicidade japonesa que cometeu o suicídio por excesso de cobrança e de horas extras. O caso acabou levando à renúncia do Presidente da agência, que admitiu não ter conseguido mudar a cultura do trabalho extenuante na empresa. Já existem estudos que comprovam que esse tipo de pressão é prejudicial não só para o trabalhador, mas também para a organização.

Cursos relacionados que podem te interessar:

Principais causas do Assédio Moral

Entre as inúmeras causas do assédio moral no trabalho estão os modelos de gestão mais antiquados, com líderes centralizadores e conservadores, e que constantemente sentem suas posições ameaçadas por subordinados. Os questionamentos dos subordinados também se revelam importantes para o início de uma experiência de assédio, por exemplo, quando um funcionário questiona determinada decisão do superior, ou questiona determinadas regalias que este possui enquanto líder.

No caso das mulheres, que são as principais vítimas deste tipo de abuso, as causas do assédio vão mais além. Em muitos dos casos identificados nos processos trabalhistas, as vítimas foram assediadas sexualmente pelos seus superiores, que com a rejeição às investidas, passaram a assediá-las moralmente, com o intuito de prejudicá-las profissionalmente.

É realmente Assédio?

Entretanto, há que se ter muito cuidado ao acionar judicialmente ou denunciar empresas ou superiores. É importante avaliar bem as situações para não cometer enganos. Veja abaixo alguns exemplos do que não é considerado assédio moral no trabalho:

01- Exigências profissionais

O nível de cobrança dos superiores aos subordinados geralmente é proporcional à pressão que eles também sofrem por resultados e produtividade. Em todas as profissões existe um nível cobrança, críticas que sejam construtivas e a pressão por melhor desempenho. Isso só se tornará assédio moral caso seja constada a perseguição a um determinado membro da equipe ou a repetição desmedida de tais cobranças. Caso contrário, é parte do jogo, ok?

02 – Conflitos Corporativos

Discussões em torno de projetos, ideias diferentes , visões diferentes no planejamento ou execução de tarefas sempre vão existir. Mudanças de setor, reformas estruturais na empresa, quase todos os fatores que mexem um pouco com o conforto das pessoas geram conflitos. É natural e somente será assédio caso haja a clara intenção de prejudicar diretamente algum colaborador com as mudanças ou discussões propostas.

03 – Condições inadequadas de trabalho

Pouco espaço, iluminação ruim, equipamento defeituoso são itens passivos de notificação por parte do Ministério do Trabalho em muitos casos. Mas só se torna assédio moral caso o trabalhador ou equipe de trabalho seja mantido neste local por muito tempo com a clara intenção de constrangimento, isolamento ou ainda prejudicar a sua performance na realização de tarefas.

Como exemplificado acima, existem situações e situações, portanto, se houver dúvida procure a Delegacia Regional do Trabalho, ou o sindicato de sua categoria profissional, afinal, o próprio Ministério do Trabalho orienta: o que não pode é ficar calado.


Como se preparar para lidar com o Assédio Moral?

Como você já sabe, as empresas são diretamente responsáveis pela integridade e bem estar dos seus colaboradores, no período de trabalho. No entanto, por atitudes impróprias de maus profissionais acabam arcando com prejuízos financeiros, ficam com a imagem desgastada perante seu público, e ainda perdem valorosos colaboradores.

Mas tanto as empresas quanto os profissionais envolvidos com os seus objetivos podem se preparar e colaborar para evitar o assédio moral no trabalho. Seguem algumas atitudes para que o ambiente melhore e estas situações fiquem cada vez mais distantes.

Preparar melhor a liderança

O principal gerador de queixas e processos trabalhistas relacionados ao assédio moral é o líder imediato dos funcionários assediados. Essa atitude contrária aos melhores valores da vida corporativa pode ser evitada com a formação de líderes conscientes e que promovam uma boa relação com os seus subordinados. Entre as características dos bons líderes está o discernimento e a identificação de situações que possam constranger sua equipe. O líder saberá agir de imediato para combater os focos de assédio moral que possam prejudicar a vida profissional e pessoal da sua equipe.

Os cursos online são soluções práticas, e possuem a flexibilidade necessária em relação ao tempo, e podem ser feitos sem interferir na rotina destes líderes. No Curso Online Liderança, o profissional será capacitado a tomar a frente da gestão de maneira que a equipe produza mais e se torne cada vez mais coesa. Um time “fechado” em torno do seu líder é mais produtivo e promove um ambiente de trabalho mais saudável para todos. Este é um dos cursos à distância fundamentais para formar boas “cabeças” para sua equipe.

Aprofundar o conhecimento sobre a Legislação Trabalhista

No Brasil, não há uma legislação específica no Direito do Trabalho sobre assédio moral. Pois trata-se de algo relativamente novo nesta área do Direito. Por isso, para que uma situação se configure em assédio moral, é necessário que a situação reúna vários elementos que formarão a base legal para processos trabalhistas contra maus líderes e empregadores. Por exemplo: a má conduta do líder tem que ser repetitiva (lembrando que duas vezes já é uma repetição). Também é preciso que o agressor seja hierarquicamente superior ao assediado, mostrando que o assédio também é uma situação de abuso de poder.

Se você é líder, é da área de Recursos Humanos ou faz parte da área jurídica da empresa, pode aprofundar o seu conhecimento na área através de Cursos EAD, como o Curso Online As Relações entre os Direitos Fundamentais e o Direito do TrabalhoO conteúdo deste curso será de extrema importância para estabelecer uma relação mais duradoura com os colaboradores, de maneira que tanto as leis trabalhistas como os Direitos Fundamentais dos colaboradores sejam respeitados. Os  cursos online com certificado da área de Direito do Trabalho ainda são muito úteis nos sentido de trazer informações que podem ajudar a proteger financeiramente a empresa dos processos trabalhistas.

Investir na Gestão de Pessoas

As empresas modernas já fazem sua administração com o pensamento de que as pessoas são o maior capital das organizações. Portanto, a gestão deste capital humano deve ser feita por pessoas qualificadas, que não coloquem em risco esse investimento com relações nocivas que possam caracterizar o assédio moral no trabalho, e ainda gerar processos trabalhistas, causando evidentes prejuízos financeiros.

Lidar com pessoas não é somente função da área de recursos humanos. Todos os líderes de todas as áreas devem se preparar para administrar pessoas e equipes de maneira a promover um bom clima para o trabalho, aumentar a produtividade e consequentemente a satisfação dos colaboradores e da empresa.

E não é somente o clima organizacional que precisa ser observado, a capacitação dos colaboradores é um fator fundamental para evitar atritos desnecessários. Quanto mais capacitados, melhor preparados para lidar com diversos tipos de situação, mesmo as mais desagradáveis. Já pensou em incentivar os seus colegas ou colaboradores à aprofundar seus conhecimentos? Se o tempo era a desculpa, agora os cursos à distância estão aí para facilitar o acesso ao crescimento profissional.

O Curso Online Gestão de Pessoas - Fundamentos Essenciais traz além destas informações, o conhecimento estratégico da gestão de pessoas. Aborda as questões ética e também a questão do desenvolvimento de novos talentos para a empresa, além da descoberta de novos líderes, e a maneira de atrair talentos para a organização. Neste segmento, este é um dos mais valorizados cursos online com certificado, perfeito tanto para qualificação como aprimoramento dos profissionais da área.

Melhorar as Relações Humanas

Uma das melhores formas de promover um bom ambiente de trabalho e evitar o assédio moral é estimular as relações humanas através de valores como companheirismo, respeito e trabalho em equipe.

Uma equipe unida e alinhada com os objetivos da empresa é valiosa, e difícil de se montar. É preciso que se exponha de maneira clara os objetivos em comum das pessoas que trabalham num mesmo ambiente. Não podemos esquecer que a maior parte do dia de cada um dos funcionários é dedicada à empresa. Eles passam, portanto, mais tempo com os companheiros de trabalho do que com a própria família. Um bom relacionamento é fundamental para que o ambiente não se torne estressante, cansativo e propício aos conflitos.

Mas o tempo anda escasso não é mesmo? Então a melhor opção para investir nesta formação é a flexibilidade dos cursos online desta área. No nosso portal, você poderá uma carga horária adequada à sua agenda.

No Curso Online Relações Humanas  há uma importante abordagem comportamental e ética a respeito deste assunto, considerando que é de grande importância para que se evitem situações de assédio moral, ele traz um conteúdo com conceitos fundamentais e também com apontamentos para resolução de problemas de relacionamento.

 

Os certificados do Centro de Estudos e Formação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Ter um bom programa de Psicologia Organizacional

A psicologia organizacional e do trabalho mostra como os métodos de trabalho afetam psicologicamente os colaboradores. Avalia o comportamento e o clima organizacional, buscando melhorias constantes nos processos, na orientação da liderança e dos próprios colaboradores sobre as melhores práticas para a construção de um ambiente de trabalho saudável.

O conhecimento acerca da Psicologia Organizacional é de grande valor para a prevenção ao assédio moral, e valoriza a ideia de que, numa organização equilibrada e moderna, não dá espaço para que surja esse tipo de problema.

Se você tem interesse no assunto ou deseja se aperfeiçoar, é possível construir um bom conhecimento sobre a Psicologia Organizacional através de cursos à distância, como o Curso Online Psicologia Organizacional e do Trabalho - Fundamentos EssenciaisTratando-se de  cursos EAD , esse é o que traz um dos conteúdos mais completos, sempre voltados à prática da psicologia organizacional. Conta ainda com um material voltado aos aspectos gerais do comportamento no ambiente de trabalho, de maneira abrangente e de fácil aplicação ao cotidiano.

Aprender mais sobre assédio moral no trabalho

Como já foi dito, o assédio moral é um tema recente. Há muitas pessoas em busca de boa informação e conteúdo confiável sobre o assunto. Uma boa saída é o Curso Online Assédio Moral no Trabalho, onde haverá um conteúdo voltado às medidas que devem ser tomadas, a preocupação com a vítima e as consequências do assédio moral.

É preciso conhecer os detalhes e as fases do problema. Essas informações serão de grande valor para os colaboradores e para a organização, permitindo assim que se possa tomar atitudes de prevenção ao assédio no ambiente de trabalho. Afinal, os agressores possuem comportamentos e estratégias específicos, por isso é necessário ficar atento. As humilhações e agressões são constantes, mas acontecem em fases distintas, a liderança e a área de Recursos Humanos precisam saber como identificar essas fases.

No Curso Online Assédio Moral no Trabalho  todos esses critérios são descritos com precisão, de maneira que haja condições plenas de identificação do problema para que se tomem as medidas necessárias. Quais as medidas legais a serem tomadas, os tipos de assédio, um módulo específico sobre o assédio à mulher no ambiente de trabalho entre outras informações importantes. É um dos  cursos online com certificado do nosso portal com conteúdo exclusivo,  e com possibilidades de escolha da carga horária conforme suas possibilidades.

O assédio moral têm se mostrado um dos principais vilões do mundo corporativo. Por isso, se ele acontecer com você ou próximo de você, não exite em denunciá-lo. As Delegacias e Secretarias regionais do trabalho acatam esse tipo de denúncia. As mulheres podem fazê-lo também nas Delegacias da Mulher, em caso de assédio sexual. Os sindicatos também devem ser acionados. Quanto mais a prática for coibida, sairão ganhando o mercado, as empresas e os colaboradores, que estarão produzindo mais e com a dignidade que o ambiente de trabalho deve ter.

Gostou do artigo? Então que tal fazer sua inscrição em algum dos cursos online indicados? A hora de saber mais sobre o tema é agora. E não esqueça de compartilhar conosco nos comentários a sua opinião sobre o assunto.